3

Batizado

Uma das maiores necessidades da natureza humana é a religião. Nosso corpo pede por alimento e a mente por conhecimento assim como a alma pede por experiência religiosa. Talvez este apetite espiritual tenha levado os homens de todas as partes do mundo, desde o principio dos tempos, a buscar a Deus e, às vezes, encontrá-lo.
Somos felizes na nossa religião, mas jamais devemos excluir ou odiar as outras. Nos tempos atuais, é inevitável que tenhamos contato com as mais diferentes formas de religiões. Movidos pelo respeito, simpatia e reverência podemos, ao tentar entender as diferenças, fortalecer ainda mais a nossa própria religião.
A pessoa verdadeiramente religiosa visa somente a Verdade. Gandhi dizia que caminhamos de verdade relativa em verdade relativa para, um dia, chegarmos à Verdade.

"Eu acolho prazenteiro todos os que me procuram e honram, qualquer que seja o caminho que sigam, porque todos os caminhos, todas as formas religiosas, embora de denominações diferentes, a Mim os conduzem."

Oi gente! Depois de alguns dias, (e também pela insistência do padrinho, meu querido Ti, "Rapaz, já tem 6 meses o batizado do mininu e vc ainda não colocou as fotos, nada no blog!!!!" com exagero e tudo!) vim registrar aqui o batizado do Pietro.Tenho ainda muitos outros acontecimentos pra registrar aqui no blog, tá faltando só tempo mesmo!
O batizado aconteceu no dia 20/08, as 10 horas da manhã, celebrado pelo meu amigo de infância, queridissimo Padre Betinho. Foi muito lindo, emocionante e ele não chorou! rsrsrs
No batizado estiveram presentes apenas algumas pessoas da família. Uma pena que alguns familiares não puderam ir, com certeza tiveram coisas mais importantes pra fazer.
Dentre todas as bonitas e marcantes palavras do Padre Betinho, uma pequena história chamou a nossa atenção e compartilho aqui com vocês. Independente de religião ou crença, essa história é uma bonita lição para que nós pais, não esqueçamos nunca de falar sobre Deus com nossos filhos.
"Uma mãe matriculou sua filha na catequese.
Os meses foram passando e a menina ainda não tinha aprendido a rezar. Nem o Pai Nosso, nem a Ave Maria. A mãe foi procurar pelo padre, para se queixar sobre a aprendizagem da filha.
 - Padree! A minha filha já está frequentando a catequese ha 3 meses, e ela ainda não aprendeu a rezar o PN nem a AM! QUe absurdo Padre! Como pode isso!? (a mulher falava com voz exaltada).

O padre muito calmamente perguntou:
- Minha senhora, quantos anos tem a sua filha?
- 9 anos.
- Então, se ela não aprendeu a rezar em 9 anos, como pode a senhora querer que ele aprenda em 3 meses?"

Tudo começa no seio da família, dentro do lar. Aprender a andar, falar e por que não rezar?



Um beijo!
Deus esteja sempre com todos vocês!


Familia

Amor demais...

Com papai e as bisas

Dindos

Dindos

Vovó e Vovô (Meus pais)

Vovó Coruja

Se divertindo com a luz da vela

Meu amigo Padre Betinho

Meu irmão e cunhada
Batismo

Bisa e Vovô (Vó e pai do Jão)

Lilypie First Birthday tickers
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...